A OAB/ES encaminhou ao Delegado Chefe de Polícia Civil do Espírito Santo, Joel Lyrio Junior, notícia-crime de prática ilegal da profissão de advogado.

A seccional tomou conhecimento através de denuncia que há bacharéis, inscritos em uma entidade denominada OBB – Ordem dos Bacharéis do Brasil, se passando por advogados. O título de bacharel em Direito não legitima para a prática da advocacia. O exercício da atividade de advocacia no território brasileiro e a denominação de advogado são privativos dos inscritos na Ordem“, estabelece o Estatuto da Advocacia.

Na notícia-crime, o presidente da seccional, Homero Junger Mafra, requer a apuração dos fatos, mediante a instauração de inquérito policial e realização das diligências necessárias.

A seccional alerta a população para que sempre consulte o site da OAB para confirmar se o profissional que se apresenta como advogado de fato está inscrito regularmente na instituição antes de outorgar procuração.

.

Marcado com:
 

Comments are closed.

Ligue para (19) 3731-3837 ou (11) 3311-7092

Tire suas dúvidas com um de nossos advogados qualificados