Sob alegação de não ter sido aprovado no Estágio Probatório, a Unicamp promoveu a dispensa de um médico quando faltava um mês para terminar o prazo de seu estágio.

Em primeira instância, a Justiça não reconheceu o direito desse médico, porem em decisão de segunda instância, a sentença foi reformada em favor do médico, que será reintegrado ao trabalho, recebendo os salários e demais direitos devidos desde a dispensa até a reintegração, bem como será indenizado pelos danos morais sofridos.

O processo teve como relator o Dr. Carlos Eduardo Oliveira Dias, que teve seu voto acompanhado pela Dra. Rita de Cássia Penkal Bernardino de Souza e Dr. Dagoberto Nishida

 

Comments are closed.

Ligue para (19) 3731-3837 ou (11) 3311-7092

Tire suas dúvidas com um de nossos advogados qualificados