Desde o ano de 2008, os cipeiros da empresa Robert Bosch encabeçaram uma luta contra a redução do intervalo para refeição para quarenta e trinta minutos (dependendo do turno de trabalho). Hoje existem centenas de ações na justiça patrocinadas por nosso escritório, muitas delas com decisão final. No começo deste ano, alguns clientes já receberam os valores do processo.

O período destinado ao intervalo para refeição e descanso é fundamental para garantir a saúde e segurança do empregado, evitando o surgimento de doenças ocupacionais e acidente de trabalho. Por isso, o artigo 71 da CLT, dispõe que a empresa deve conceder, via de regra e no mínimo, uma hora de intervalo para este fim.

A irregularidade praticada pela empresa perdurou até 30/03/2010, quando, após as inúmeras ações judiciais e pressão dos cipeiros, voltou a dar uma hora de intervalo de refeição e descanso para seus empregados. Sendo assim, quem não entrou com a ação não pode perder mais tempo! Cada dia que passa é um dia que a empresa ganha no processo.

Todos devem ficar atentos com os prazos: Se você saiu da empresa, tem até dois anos para entrar com a ação. Lembrando que toda ação trabalhista volta cinco anos a partir do momento que se entra com a ação.

Marcado com:
 

Comments are closed.

Ligue para (19) 3731-3837 ou (11) 3311-7092

Tire suas dúvidas com um de nossos advogados qualificados