Ainda sobre a fala do desembargador:

“Ele segura e eu como!”

Que, endosso, é sim uma incitação ao crime de estupro, é necessário que o Judiciário analise com muito critério esse episódio, até porque, quando se trata de uma mulher no magistrado, além da postura, até mesmo as roupas e publicações em redes sociais são minuciosamente apontados e questionados.
Logo, que o judiciário estabeleça o mesmo rigor!

Não há como alegar ingenuidade ou questionar a intenção. Estamos falando de um desembargador!

Veja também no YouTube – https://youtu.be/ND7QxO44xoU

#mulherespelajustiça

 

 

Comments are closed.

Ligue para (19) 3731-3837 ou (11) 3311-7092

Tire suas dúvidas com um de nossos advogados qualificados